Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre a indústria alemã e a indústria brasileira




A revista Exame, publicou um artigo que compara alguns aspectos relativos à indústria na Alemanha e no Brasil.

Embora não seja específico de Engenharia Química, julgo que a sua leitura é ainda assim relevante para a área e para a compreensão de ambos os países.

Partilho aqui uma síntese do artigo e convido o leitor a continuar a leitura no site da revista..


"A Alemanha está realizando uma ofensiva para motivar empresas brasileiras a investir em seu território, considerado um dos mais competitivos do mundo quando se trata de indústria, setor que anda cambaleante no Brasil. O argumento é que, enquanto os chineses aterrissam no mercado germânico ao ritmo de mais de 150 empresas por ano, o Brasil está instalado, ao todo, com apenas 40 negócios.

A diretoria da Germany Trade and Invest (GTAI), agência de desenvolvimento econômico do país, esteve no Brasil para defender que a parte oriental da Alemanha é hoje interessantíssima para empresários de todas as áreas que queiram começar operações na Europa.

Mas quem topar a empreitada vai encontrar mais do que o trinômio infraestrutura, baixa burocracia e incentivos fiscais. Veja a seguir três exemplos de diferenças que separam o cenário industrial de Brasil e Alemanha, e que tem servido de aprendizado para as empresas nacionais que lá se instalam."

1. Mão de obra (muito) qualificada


2. Flexibilidade


3. Retenção de talentos"

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...