Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre o aumento de capacidade do terminal de Gás Natural Liquefeito do Porto de Sines


TGN
Terminal de Gás Natural Liquefeito Porto de Sines


"O terceiro tanque de armazenamento de gás natural liquefeito, no Porto de Sines, vai permitir mais diversificação da oferta de gás e permitirá preços mais baixos para os industriais e consumidores, afirmou nesta segunda-feira (24/09/2012) o presidente da REN, Rui Cartaxo, na cerimónia de inauguração desta infra-estrutura.


A obra custou 193 milhões euros e foi concluída em Maio. O novo tanque permite um aumento da capacidade do terminal em mais 65%, para 390 mil metros cúbicos de gás liquefeito. Este crescimento do espaço disponível permite mais acesso ao mercado à vista (spot), destacou o presidente da REN.

“A diferença de preços entre o mercado spot e os contratos de longo prazo [no gás] é importante para os consumidores”, realçou Rui Cartaxo, lembrando que o mercado é influenciado por outros factores, como os preços do petróleo e a fiscalidade.

Quanto ao secretário de Estado da Energia, também presente na cerimónia, concordou que a obra pode contribuir para a redução dos preços no sector. Artur Trindade lembrou também que uma condição essencial para haver mais concorrência no mercado do gás é o fim da dupla tarifação na fronteira com Espanha, que está acordado com o Governo espanhol para 2013.

Por seu turno, Rui Cartaxo realçou ainda a importância da construção de um segundo gasoduto de ligação a Espanha, para garantir a segurança do abastecimento. O presidente da REN acredita que a fase de projecto da obra poderá arrancar no próximo ano."

Fonte: Público


"O TGN – Terminal de Gás Natural iniciou a sua atividade em 2003, é operado em regime de concessão de uso privativo pela empresa REN Atlântico, movimentando já hoje mais de 50% do Gás Natural consumido em Portugal.

Associado a estes tanques, o terminal está equipado com uma central de regaseificação que introduz o gás natural na rede nacional de alta pressão. Existe também uma central de enchimento de auto-tanques que possibilita o abastecimento a zonas isoladas da rede nacional. Antes de entrar na central de regaseificação o gás natural descarregado dos navios e armazenado nos tanques encontra-se a uma temperatura de -163 ºC. "

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...