Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre o início da indústria química em Portugal








"Tal como se verificou na maior parte dos países, também em Portugal o arranque expressivo da indústria química se iniciou com a fabricação de adubos no estuário do Tejo, impulsionado por razões de mercado (fornecimento a uma das actividades económicas mais importantes da altura - a agricultura), e ainda pela existência de matérias primas (pirites), no sul do País.

Para além disso, outras acitvidades químicas mais ligeiras foram  sucessivamente surgindo:

- quer por solicitação do mercado, como tintas e vernizes, e os sabões e produtos de limpeza, que se instalavam junto dos grandes centros populacionais;

- quer por impulso de uma oferta de matéria prima, como a pasta de papel e os resinosos, cujo aproveitamento industrial se localizava preferencialmente em várias zonas do litoral centro;

- quer ainda pela conjugação simultânea do conhecimento do fabrico e do mercado, como as iniciativas surgidas para a produção de alguns aditivos para o sector têxtil, na área a norte do Porto, onde se concentra a indústria têxtil algodoeira."


*     *     *

O trecho citado foi extraído da seguinte publicação:

"As Indústrias Químicas em Portugal
Perspectivas para o Século XXI
"

de Fernando Ramôa Ribeiro

Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 174
Editor: Escolar Editora

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...