Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre o "petróleo barato"


O mundo estava acostumado a trabalhar com um barril de petróleo a mais de US$ 100 durante o começo da década de 2010.Porém, após Agosto de 2014, os preços dessa matéria prima despencaram a menos de US$ 60 por barril.

Nos perguntamos então quem serão os ganhadores e os perdedores caso essa situação perdure.
Há indícios de que uma crise se abaterá sobre países muito dependentes da produção de petróleo em suas economias e orçamentos governamentais. Os casos da Rússia e da Venezuela são exemplares.
Também estão em cheque desenvolvimentos recentes da indústria petrolífera, como o fraturamento hidráulico de xisto e a extração de areias betuminosas, bem como os campos de petróleo em águas ultra-profundas.

O petróleo barato irá baratear os combustíveis para os consumidores dos países importadores, como os do Japão e da Europa Ocidental, eventualmente ajudando a reaquecer suas economias. 
E também pode estimular a atividade petroquímica, como a produção de plásticos.

Mas esses dois efeitos "positivos" citados acima tem uma contrapartida "negativa" em termos ambientais, nesses tempos de tentativa de redução das emissões de gás carbônico visando combater o aquecimento global.

O fato é que, com uma produção mundial de 75 milhões de barris de petróleo por dia, o impacto financeiro dessa súbita redução do preço do petróleo pode ter consequências ainda mais importantes nos próximos anos.



Autor: Roberto Cerqueira

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...