Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre a opinião de Heinz Haller (Dow Europe) sobre a necessidade de uma estratégia industrial para a Europa que promova a sua competitividade

Heinz Haller é vice-presidente executivo e presidente da Dow Europe, Oriente Médio, África e Índia, Dow Chemical. Num artigo de opinião publicado no portal da fundação EURACTIV, Haller fala da urgência em encontrar uma estratégia para a Europa:



"Na indústria química, estamos orgulhosos de sermos fundamentais para esses esforços [ambientais] - não apenas dobrando nossa própria eficiência energética desde 1990, mas criando soluções para que outros possam usar na sua redução de emissões (...) Os esforços da nossa indústria estão no cerne da visão da Europa do crescimento económico sustentável. Os nossos produtos economizam quase três vezes mais CO₂ durante a vida útil do o que emitimos para sua fabricação. No entanto, a nossa capacidade de continuar a apoiar esta visão na Europa está em risco porque a nossa competitividade está ameaçada por um encargo regulamentar cada vez mais complexo e oneroso.

É evidente que a regulamentação pode ajudar a proteger a saúde pública e o meio ambiente. Mas, se não estiver bem desenhado, também pode sufocar a inovação, aumentar os custos, reduzir a competitividade e sobrecarregar até mesmo as empresas mais bem administradas. Os números da Comissão Européia mostram que, em 2004, havia 940 peças de regulação impactando a indústria química. No espaço de oito anos, este número aumentou para 1724, um aumento de quase 100 novas peças de regulação por ano. (...)  Esta avalanche de regulação não mostra sinais de redução e prejudica seriamente nosso desempenho industrial e crescimento futuro.



A sobrecarga regulamentar torna o investimento na Europa pouco atraente tanto para a nossa indústria como para muitos outros - levando a graves "fugas de investimento" e ameaçando a participação da Europa nas cadeias de valor globais.

A quota de mercado global da indústria química européia já diminuiu de 32% para 15% nos últimos 20 anos e o investimento da indústria agora é oito vezes maior nos Estados Unidos do que na Europa.

Em toda a Europa, cerca de 1,2 milhões de pessoas são diretamente empregadas no setor químico. Se esses empregos e habilidades inovadoras forem para outro lugar, esta é uma situação de perda para a Europa, que não só afeta a indústria e o emprego, mas também enfraquece nossa capacidade de enfrentar os grandes desafios da eficiência energética e das mudanças climáticas.




É por isso que a indústria química, incluindo a Dow e mais de 125 outros setores, pedem uma estratégia industrial da UE.

Pedimos uma estratégia política que incorpore quatro elementos principais: uma mudança de mentalidade, custos de consumíveis competitivos, incluindo energia, um atitude positiva para as novas tecnologias e uma abordagem mais dinâmica da regulamentação que aceita o risco (...).

Crucialmente, precisamos que os legisladores considerem a indústria química europeia como parceira para oferecer soluções para os desafios societais e um contribuinte indispensável para um futuro seguro e sustentável."

Fonte: EURACTIV

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...