Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre os investigadores de engª química mais citados até 2016, segundo o Shanghai Ranking: perfil de desempenho e localização

Através de uma extensa compilação da informação (via Scopus) relativa aos 300 investigadores de engª química mais citados em todo o mundo de acordo com Shanghai Ranking's Global Ranking of Academic Subjects 2017  e relativa ao período até 2016, faz-se nesta primeira publicação a identificação do perfil (médio) destes investigadores, bem como a distribuição territorial das suas localizações, traduzida pela filiação académica a uma instituição de um dado país (e não pela nacionalidade dos investigadores).

* * *


Sem grande surpresa, verifica-se que 32 % dos investigadores realizam a sua atividade nos EUA, e que a segunda nação com mais expressão neste indicador é a China, com 11 %. Porventura menos óbvia é grande proximidade do desempenho do Japão com a da China em engenharia química, 9 % vs. 11 %, respetivamente.

O contributo europeu é naturalmente fragmentado, sendo de salientar a presença da Alemanha com 7 % dos investigadores listados no ranking, seguida pelo Reino Unido, com 5 %. No contexto Europeu, merece ainda destaque a importância da Suíça, onde se podem encontrar 3 % do total de investigadores mais citados, pontuando assim a par da Coreia do Sul, e muito próximo do desempenho da Índia (5 %).

Finalmente, vale a pena recordar que o único representante de língua portuguesa neste ranking é o professor Alírio Rodrigues, da Universidade do Porto (Portugal), assunto abordado com maior detalhe nesta publicação.

* * *


Igualmente pertinente é a análise do perfil médio destes investigadores de elite, cujo desempenho se pode traduzir desde logo pelo índice h. A compilação de dados permitiu perceber que os investigadores que compõem o ranking apresentam um índice h médio de 65, o qual significa que possuem, em média, 65 publicações com pelo menos 65 citações.

Porém, o número total de publicações destes investigadores é, termos médios, bastante mais elevando, situando-se nas 365 publicações, com propensão para oscilar bastante (entre 167 e as 563 unidades). Ainda mais elevado e oscilante é o desempenho destes investigadores em termos de citações, o qual se situa numa média de 18270 citações, e podendo variar entre as 6366 e 30174.

Numa outra perspetiva sobre as publicações e respetivas citações, os resultados apontam para uma média cega de 50 citações por publicações, oscilando entre 1 (para investigadores que publicam imenso para o volume de citações que recebem ) e 99 (situações oposta).

Finalmente, os dados mostram ainda que, com uma oscilação possível de 10 anos (a menos ou mais) os investigadores listados no Shanghai Ranking para a área de engª química começaram as suas carreiras, em termos médios, no ano de 1988, o que significa que estão em atividade, em números redondos, há praticamente 30 anos.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...