Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre sistemas polinizadores sintéticos para abelhas, pela mão do artista, designer e ecologista australiano Michael Candy




O projeto Synthetic Pollenizer intervém em sistemas ecológicos do mundo real usando flores robóticas para integrar-se ao ciclo reprodutivo da flora local. Essas imitações oferecem um suplemento de néctar fabricado ao mesmo tempo que anexam o pólen colhido localmente às abelhas.

A iteração atual possui uma unidade de transmissão ao vivo, transmitindo visitas de abelhas no Youtube. Vale a pena ver o vídeo abaixo sobre esta inovação artística e ecológica. 

Bacharel em Belas Artes e Design Industrial, Universidade de Tecnologia de Queensland - 2013, Michael Candy usa tecnologias físicas para transmitir teoria de sistemas sobre ecologia e sociologia. Segundo o próprio, uma miríade de encontros tanto ecológicos quanto políticos dá origem a contrastes à medida que os paradoxos se diluem.

Em 2015, Michael ganhou o WRO Award como parte da 16ª Bienal de Arte de Mídia na Polónia e mais tarde no Prix Cube (Paris, França) com Big Dipper.




2 comentários:

titio disse...

Marcelo,

Gosto da ideia e até pode ser que funcione, as abelhas estão a diminuir de facto, e pode ser um daqueles sistemas que abaixo de um dado threshold entra em colapso. Pode é não funcionar com todas as espécies de alimentos e mesmo com todas as espécies de abelhas polinizadoras. Por exemplo, tomates muitas vezes é por abelhões, os gordos. E as abelhas reagem muito por estímulos visuais. Não fiquei convencido, mas é uma ideia melhor daquela que tiveram os chineses com as pereiras, polinização à mão usando um pincel, https://www.huffingtonpost.com/entry/humans-bees-china_us_570404b3e4b083f5c6092ba9.

Blogue Engenharia Química (Marcelo Melo) disse...

Bom dia,

De facto a eficiência deste sistema em relação à motivação que lhe subjaz fica por demonstrar. A solução dos chineses que apresentou é certamente mais eficiente, ainda que mais labor intensive.

Em todo o caso, este desenvolvimento e esforço vem em linha com a corrente do biomimetismo, de que também é exemplo a folha artifical ( https://engenharia-quimica.blogspot.pt/2012/01/sobre-nanodispositivos-para.html ) e outras soluções de engenharia inpiradas em sistemas naturais.

Planeio publicar mais sobre biomimetismo no decorrer deste ano.

Cumprimentos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...