Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre o reator de jato com reciclo interno (jet loop reactor) enquanto solução versátil para a intensificação de processos em reação química

Configuração típica do jet loop reactor


A intensificação de processos em catálise oferece grande potencial na reestruturação das rotas de síntese atuais. Uma maneira de atingir esse objetivo é o projeto de reatores químicos alternativos além dos modelos padrão de vaso agitado ou pistão. Exemplos de conceitos promissores são os microreatores, reatores de microondas sónicas, etc. Outro tipo de reator intensificado que ainda desempenha um papel menor na indústria apesar de sua alta eficiência e facilidade de aplicação, é o reator de jato com reciclo interno (jet loop reactor).

(…) Um reator de jato com reciclo interno consiste, como o nome sugere, num reator contendo um canal interno para entrada em jato, e ainda um circuito de reciclo interno. Estes equipamentos reciclam uma parte da fração da mistura reacional que contacta com o catalisador, reintroduzindo-a na entrada do reator. Versões mais avançadas deste tipo de reator utilizam uma fonte de energia externa para induzir a recirculação interna parcial do meio de reação após contato com o catalisador.


Configuração alternativa (mas não a única) para jet loop reactor.

(…) O reator de jato com reciclo interno oferece um excelente desempenho de mistura com um consumo de energia relativamente baixo, o que o torna particularmente interessante para a aplicação em sistemas de reação multifase limitados por transferência de massa (Warnecke et al., 1988). Com base no seu princípio de mistura, grandes superfícies internas específicas podem ser obtidas, resultando numa convecção e difusão distintas. A dispersão fina dos reagentes promove, além disso, uma transferência de calor uniformemente distribuída que é benéfica em termos de seletividade. Além disso, o reator apresenta um perfil tempos de residência controlável, tornando-o flexível em relação à sua aplicabilidade em reações rápidas e lentas (Rippin, 1967).

Fonte: Warmeling, H., Behr, A., Vorholt, A.J., Jet loop reactors as a versatile reactor set up - Intensifying catalytic reactions: A review, Chemical Engineering Science 149 (2016) 229-248,



  • Demonstração do princípio de funcionamento de um jet loop reactor


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...