Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre o desempenho da indústria química brasileira no ano de 2012



"O faturamento líquido da indústria química brasileira deve encerrar o ano em R$ 293 bilhões, número que representará, se concretizado, expansão de 12,4% em relação a 2011. Em dólares, porém, o número estimado apresenta queda de 2 7%, para US$ 153 bilhões, de acordo com projeções apresentadas nesta segunda-feira pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim).

Desse total, 46% da receita vem do segmento de produtos químicos de uso industrial. O faturamento dessa área deve chegar a R$ 137 4 bilhões, uma expansão de 11,3% em relação a 2011. Em dólares, o resultado deve cair 3,5%, para US$ 71,2 bilhões, segundo estimativas da Abiquim. A produção de químicos de uso industrial cresceu 3,5% em 2012 e as vendas internas tiveram uma expansão de 4,2%.

Apesar da alta esperada no faturamento em 2012, os dados do setor também apresentam sinalizações negativas. O déficit comercial da indústria química deve atingir o resultado recorde de US$ 28,1 bilhões, uma expansão de 6% em relação ao ano passado.

As importações devem chegar perto de US$ 43,1 bilhões, alta de 1 9% em relação ao ano passado, enquanto as exportações devem cair 4,4% no período e atingir US$ 15,1 bilhões.

A despeito do saldo negativo na balança comercial, o setor continua investindo. A Abiquim prevê que apenas a área de químicos de uso industrial receberá investimentos de US$ 19,1 bilhões entre 2011 e 2016.

O resultado da área de químicos de uso industrial foi um dos piores da indústria química em 2012. A maior expansão de faturamento prevista para este ano está na área de defensivos agrícolas, cujo faturamento deve crescer 19% em relação a 2011 e atingir R$ 17,1 bilhões. Em dólares, o número vai crescer 11%, para US$ 9,4 bilhões.

Também se destacam a área de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, com crescimento estimado de 15,9%, para R$ 29,3 bilhões, e de fertilizantes, com expansão de 15,4%, para R$ 33 bilhões. O resultado mais discreto será da área de produtos de limpeza e afins, um mercado considerado mais maduro e menos volátil, com expansão de 4,2%, para R$ 15 bilhões. "

Fonte: Estado de Minas

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...