Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre o isolamento e as condutividades térmicas dos materiais

image

Do ponto de vista industrial, quando se fala em isolamento, certos materiais são classificados tradicionalmente como “isolantes”, sendo inclusive vendidos como tal, embora para o objectivo concreto de isolar o que conte seja unicamente a condutividade térmica do material e não a categoria como é vendido.
A respeito condutividades térmicas, talvez seja interessante comparar condutividades de certos materiais tipicamente isolantes (como wallmate ou lã de rocha) com materiais de construção e outros materiais naturais que abundam um pouco por todo o lado.
A tabela abaixo apresenta uma lista, por ordem decrescente de condutividades térmicas, de um conjunto de materiais comuns.
Imagem1
Da lista apresentada, o mármore parece distanciar-se claramento dos demais materiais pela sua elevada condutividade térmica, o que o torna num material muito dissipador de calor. Esta noção permite perceber, por exemplo, porque motivo as superfícies de mármore estão sempre “frias” quando tocadas pela mão humana.

A seguir ao mármore, três materiais fisicamente bem distintos parecem partilhar uma condutividade térmica semelhante: são eles betão, vidro e cimento. Por estes dados pode-se perceber que os vidros (simples) das janelas de nossas casas não são assim tão mau isolantes relativamente às paredes. O calor perde-se mais pelas janelas de nossas casas pelo simples motivo de que a espessura das mesmas é bastante inferior à das paredes feitas de betão, cimento e tijolo.

Depois, repare-se como o gesso conduz cerca de 37% menos que o tijolo, o que o torna num material mais eficaz para isolar as divisões de uma casa, ou mesmo em soluções de tecto falso.

A meio da tabela encontra-se a borracha, que, como se sabe, é comummente utilizada nas solas de calçado para a estação de inverno. Talvez seja vantajosa em termos de impermeabilização, mas a verdade é que o couro e a madeira servem melhor os propósitos de isolamento térmico no calçado. Quem não se lembra dos tradicionais socos de madeira?

Quando se observa a posição do papel, mas sobretudo do cartão na lista de condutividades térmicas, talvez se perceba porque motivo os sem abrigo recorrem a este último para “isolar” as suas camas/casas improvisadas. Uma camada valente de cartão tem mais efeito de isolamento do que metade dessa quantidade em couro.

Uma curiosidade desta lista surge quando se olha para a base inferior e se encontra algodão, lã e cortiça entre dois materiais vendidos comercialmente como isolantes. A lã e algodão são de facto soluções de isolamento muito interessantes do ponto de vista têxtil. As peças de roupa querem-se adequadas às exigências de isolamento provocadas pelo clima e estação do ano em que são usadas, e neste particular o algodão e a lã são definitivamente boas soluções para reter o calor corporal.

A cortiça, produto que Portugal estima e preserva, revela-se isolante tão bom como os que se vendem como tal. Para as rolhas de vinho talvez esta informação não tenha grande valia, mas nunca sabe o potencial que este produto natural poderá ter enquanto mau condutor térmico.

Finalmente, note-se bem a capacidade de condução térmica da lã de rocha, cuja produção advém da fusão do basalto a mais de 1000ºC. Este é sem dúvida uma material notável em termos de isolamento térmico.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...