Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre a indústria holandesa, campeã de sustentabilidade



"As empresas holandesas parecem estar numa batalha para ver quem consegue ser mais sustentável. Simpósios sobre sustentabilidade em todos os setores imagináveis acontecem um após o outro e companhias que ainda não adotaram uma imagem ‘verde’ estão ficando para trás. Mas a real surpresa é que isso não é apenas ‘da boca pra fora’. O mundo dos negócios e o setor industrial estão assumindo compromissos genuínos com a sustentabilidade.



Apesar dos tempos difíceis na economia e das previsões sombrias, um desenvolvimento inesperado parece estar em marcha: as empresas holandesas estão se esforçando seriamente para adquirir uma imagem ‘verde’. Métodos de produção, instalações e transporte sustentáveis: estas são apenas algumas das áreas em que está sendo disputada a corrida para se tornar ambientalmente correto. E não é só pela aparência.


“É algo que eu nunca poderia imaginar. Que justamente os empresários, os industriais, seriam as pessoas a liderar as ações de sustentabilidade.”


Quem diz isso é Lucas Reijnders, pioneiro do movimento ambiental e pedra no sapato da indústria holandesa por décadas. Reijnders está maravilhado com toda a mudança que parece estar ocorrendo.


Não estamos falando apenas de planos modestos de negócios envolvendo a instalação de caldeiras movidas a energia solar, uma turbina eólica solitária ou um reator de biogás junto a uma fazenda. De acordo com Louise Fresco, professora de Desenvolvimento Sustentável na Universidade de Amsterdã, estas mudanças são principalmente focadas em indústrias de grande escala, que em geral não são associadas a preocupações com sustentabilidade. Elas incluem a construtora BAM e a divisão holandesa da gigante norte-americana Dow Chemical.


Teun Bokhoven, que representa os interesses de todas as empresas trabalhando com energia renovável, está ciente de que todas essas companhias que de repente não poupam esforços para economizar energia, investir em energia verde, reciclagem e todo tipo de ação ambientalmente correta não são motivadas apenas por idealismo:


“É puro negócio. Sejamos honestos… as pessoas têm que ganhar dinheiro e nessa área podem fazer isso. Você pode ver que está crescendo gradualmente. Apesar do fato de estarmos em uma recessão, os preços da energia continuam subindo. Por isso está se tornando cada vez mais lógico investir em economia e sustentabilidade.”


A professora Louise Fresco, professora de Desenvolvimento Sustentável na Universidade de Amsterdã, acredita que a noção de que a sustentabilidade deve ser subsidiada está ultrapassada. Ela também vê que a indústria está tomando a dianteira:


“Estas empresas estão fazendo tudo isso sem subsídios e estou convencida que a sustentabilidade é possível sem subsídios. É melhor investir estes subsídios em pesquisa para inovação. Se em vez de subsidiarmos turbinas eólicas este dinheiro for para a pesquisa para desenvolver turbinas menores e mais baratas, os ganhos serão maiores.” "
 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...