Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre duas tecnologias eleitas para o futuro da indústria da pasta e papel na Europa



Numa iniciativa que visou a projeção do futuro da indústria do papel, a Confederação Europeia da Indústria do Papel (CEPI, em inglês) lançou em 2012 um movimento denominado "unfold the future" ("desencartar o futuro"), o qual permitiu identificar tecnologias estratégias para o setor, as quais se prevê estarem implementadas por volta de 2050. O vídeo abaixo permite perceber o enquadramento atual e futura desta indústria na União Europeia.

Por intermédio da inventariação de tecnologias ditas de rutura (breakthrough) para a indústria, a CEPI acaba por projetar o rumo da investigação em engenharia química nos próximos anos, já que as tecnologias identificadas carecerão de consolidação científica.

No total, a CEPI identificou 8 tecnologias, mas destas apenas 2 implicam verdadeiramente tecnologias não convencionais. São elas:

  • Solventes eutéticos profundos (DES, em inglês).

Trata-se de solventes iónicos que, enquanto misturas de espécies, se caracterizam por apresentarem um ponto de fusão inferior àquele exibido por cada um dos componentes quando isolado. Estes solventes abrem caminho para a produção de pasta a baixas temperaturas e pressão atmosférica. Com recurso aos DES, a dissolução de qualquer tipo de biomassa em lenhina, celulose e hemicelulose passa a ser possível em valores mínimos de consumo de energia, geração de resíduos e emissões.  Saiba mais


  • Extração supercrítica com CO2.

Em substituição à água e energia, a utilização de dióxido de carbono supercrítico por ser usada com vantagem para secar pasta e papel, e ainda para tingir o papel ou remover contaminantes.

Fonte: CEPI

2050, a União Europeia e a Indústria da pasta e papel.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...