Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre o fortalecimento da indústria petrolífera na região angolana de Kwanza-Sul, no ano de 2014



Kwanza-Sul é uma província de Angola situada no litoral centro-oeste, numa área montanhosa com altitude variada, com uma área de 55.660 km² e cerca de 1.7 milhões de habitantes.

(...)


A província do Kwanza Sul, para além de ser potencialmente agrícola, possui também outros recursos, como os piscatórios, turísticos, águas gaseificadas, águas subterrâneas (termais), cobre, gesso, calcário, caulino, quartzo, diamantes, ouro, petróleo, mica, níquel, cianite, etc.





O fortalecimento da indústria petrolífera, com a montagem de dois módulos pela empresa Porto Amboim Estaleiro Naval (PAENAL), e a entrada em operação da unidade flutuante de produção e armazenamento de petróleo (FPSO), denominada Ngoma FPSO, foram as maiores realizações do governo, durante o ano prestes a findar, na província do Cuanza Sul.

O sucesso registado na indústria petrolífera deveu-se, em certa medida, aos investimentos efectuados pela empresa italiana de petróleo e gás “ENI”, que está a explorar crude no bloco 15/06, no Soyo (Zaire), com uma produção de 100 mil barris de petróleo/dia e 125 mil barris de fluídos líquidos.

Consta igualmente das acções do governo no Cuanza Sul a construção do Canal de Irrigação do Matumbo, no Wacu Cungu, com capacidade para bombear água para 11 mil hectares de terras aráveis, bem como irrigar 51 fazendas do antigo colonato da Cela, integrados no perímetro, numa extensão de 38 quilómetros, incluindo canais primários, secundários e terciários.

No período em análise, realça-se também o início das actividades da Fábrica de Cimento do Cuanza Sul, com capacidade para produzir cinco mil e 600 toneladas de cimento por dia.

(...)
No domínio de financiamentos, ressalta-se os 12 milhões de dólares investidos pela empresa Heerema na produção de tubos de ligamentos para o bloco-0, pertencente à companhia petrolífera Chevron, que vai permitir a transportação do petróleo.
 
Na mesma senda, a British Petroleum (BP) Exploration Angola e suas associadas do bloco 18 disponibilizaram uma carteira de dois mil milhões de Kwanzas que se destinam à construção de infra-estruturas escolares e rede sanitária no município do Amboim.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...