Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre nova legislação de dioxinas na cadeia alimentar

image
Os Estados-membros subscreveram hoje (22/10/2011), no Comité Permanente da Cadeia Alimentar e da Saúde Animal (CPCASA), uma proposta da Comissão no sentido de proteger os consumidores e a indústria contra eventuais contaminações, lembrando os episódios relacionados com dioxinas que ocorreram na Alemanha no início deste ano.
A Comissão investigou minuciosamente a origem do incidente de contaminação por dioxinas e propôs quatro medidas concretas, que foram hoje adotadas pelo CPCASA e que serão aplicadas em toda a União Europeia até meados de 2012.
Uma dessas medidas é a obrigatoriedade de as empresas de processamento de óleos vegetais crus para alimentação, produtos derivados de óleos de origem vegetal e gorduras de mistura serem aprovadas e não apenas registadas pelas autoridades competentes.
Outra imposição é a de as gorduras destinadas à alimentação e a alimentos serem estritamente separadas, durante a sua produção e transporte, das gorduras para uso técnico, nomeadamente na indústria química.
Além disso, a rotulagem dos produtos deve mencionar explicitamente o uso pretendido, para evitar que produtos impróprios para alimentação entrem na cadeia alimentar.
Será também introduzido um plano harmonizado da União Europeia exigindo testes mínimos obrigatórios para as dioxinas, dependendo do risco inerente a cada tipo de produto.
Os testes incidirão sobre os produtos de risco no momento em que entram na cadeia alimentar, garantindo o uso eficiente dos recursos, o que irá facilitar a deteção de casos não-conformes e a aplicação da legislação alimentar, explica o comunicado.
Assim, menos produtos contaminados entrarão na cadeia alimentar, o que vai reduzir a exposição dos cidadãos da UE à dioxina.
A proposta hoje aprovada prevê ainda que todos os laboratórios sejam obrigados a notificar diretamente as autoridades competentes de quaisquer descobertas de excesso de dioxinas.
Fonte: RTP

A dioxina é um composto químico orgânico que consiste em um par de anéis de benzeno, dois átomosde oxigênio e quatro átomos de cloro. O composto químico DDT  também tem dois anéis de benzeno e contém átomos de cloro, o que significa que o DDT e a dioxina têm várias características semelhantes.
Talvez você lembre que o DDT, que foi utilizado largamente em sprays nos anos de 1940 para controlar os insetos que atacavam as plantações e mosquitos, foi banido na década de 60 porque se acumulava na gordura de animais e destruía sua capacidade de se reproduzirem. A dioxina traz o mesmo problema.
A dioxina pode entrar no meio ambiente de diversas maneiras:
  • pela fabricação de certos herbicidas
  • pela fabricação de papel branqueado
  • com a queima de plásticos de PVC
Fonte: How Stuff Works

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...