Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre um processo novo para valorização de pneus usados



Um processo desenvolvido pelos americanos da Lehigh Technologies permite valorizar pneus usados através da produção de um fina mistura (de dimensões micrométricas) de partículas  de borracha que podem ser incorporadas em formulações de produtos plásticos ou mesmo de novas borrachas.

O processo centra-se na conjugação de um  moinho especialmente desenvolvido para o efeito, com protuberâncias cortantes e capacidade de rotação a 2000 rpm; e com a sujeição dos pneus usados a azoto líquido com vista a que o material se torne quebradiço.

A exposição ao azoto líquido permite baixar a temperatura do material a valores inferiores ao da sua temperatura de transição vítrea, o que permite controlar a sua fragmentação.

A mistura de fragmentos pode ser então aproveitada para produzir novos pneus, substituindo material virgem em percentagens entre os 3 e 7%. Ao nível da produção de plásticos, a mistura poderá substituir 5 a 40% de matéria-prima virgem.

Dependendo da situação, a adição da mistura de borracha usada pode mesmo melhorar as propriedades da aplicação. A título de exemplo podem-se citar os pavimentos poliméricos (em mosaicos) onde a adição desta mistura pode tornar o material mais mole e menos escorregadio; ou o facto de dotar as espumas de poliuretano usados nos automóveis de maior capacidade de isolamento acústico; ou também o facto de, se adicionada ao asfalto das estradas, conseguir diminuir o ruído provocado pela passagem de veículos.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...