Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre a CUF, a exploração da pirite alentejana e a produção de ácido sulfúrico



"A CUF foi das poucas empresas (se não a única em Portugal) a ter uma visão integrada da Indústria. Quer isto dizer que a partir da casa mãe, foram surgindo empresas, conforme as necessidades do grupo, expandindo-se e diversificando-se para outros sub-sectores se assim o poderemos chamar.

Quando a CUF se inicia na produção de adubos, Alfredo da Silva cedo se apercebe da necessidade de a empresa entrar na industria têxtil, dada a necessidade de sacaria em juta e linho para os adubos, comprando para isso em 1908 a Companhia de Tecidos Aliança e mais tarde a Fábrica do Rato em 1916, sendo os seus maquinismos sendo transferidos para o Barreiro, centro nevrálgico da companhia. Mas para se fazer o ácido sulfúrico, era necessária a pirite ou importar o fosfato do Norte de África, para tal surge em 1919 a Sociedade Geral de Comercio Industria e Transportes que se irá tornar numa das maiores companhias de navegação.
(...)

Para alem disso foi possivelmente a única empresa portuguesa, que tentou explorar ao máximo as riquezas do subsolo português, da qual possuímos uma das maiores reservas mundiais, falo da pirite. A chamada "Linha da Pirite" foi um projecto pensado por Alfredo da Silva e que se foi construindo ate ao fim da companhia. A partir da ustulação (queima) da pirite se fabricava o ácido sulfúrico, consequentemente desse processo resultavam cinzas, cinzas essas ricas em cobre, zinco, cobalto bem como o ouro e a prata, isto só para mencionar algumas.

Mais uma vez numa óptica de integração surgiram no Barreiro unidades químicas de recuperação desses metais (Metalurgia do Cobre, Ouro e Prata, o TCP- Tratamento de Cinzas de Pirite, Fabrica de Oxido de Zinco etc)."
Fonte: Blogue Indústria CUF

*     *     *

A pirite



"A pirite é um mineral de cor amarela latão, de brilho metálico e composição FeS2. Cristaliza no sistema cúbico. A sua forma cristalina mais frequente é cúbica, apresentando muito frequentemente faces estriadas. Outras formas comuns são o piritoedro e o octaedro. Também pode ocorrer segundo uma macla característica denominada cruz de ferro.

A pirite é o sulfureto mais comum que aparece na Natureza. Este mineral é ubíquo (encontra-se ao mesmo tempo em vários lugares), encontrando-se em rochas eruptivas como mineral acessório, como produto de segregação magmática, ocorrendo ainda em rochas sedimentares e metamórficas de contacto e em todos os jazigos minerais metálicos, exceto nos pegmatitos.

Frequentemente aparece associada à calcopirite, blenda e galena. A pirite contém, em média, 46,6% de ferro e 53,4% de enxofre, além de níquel, cobalto, cobre, zinco, prata, ouro, tálio, entre outros. Muitas vezes é explorada para a obtenção destes elementos, embora a sua utilização mais comum seja no fabrico de ácido sulfúrico, pelo método das câmaras de chumbo, pelo que o anidrido sulfuroso necessário consegue-se mediante a ustulação das pirites."

Fonte: Infopédia

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...