Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre a Indústria do Ácido Fosfórico



Insumo de grande importância na indústria do Fósforo, o Ácido Fosfórico se desenvolveu para ser, durante a primeira e segunda metade do Século XX, o 1º produto em valor (e o 2º em volume, aí perdendo para o Ácido Sulfúrico) da Indústria Química Inorgânica.

Portugal já teve sua fábrica, ligada à CUF (Companhia União Fabril, do industrial Alfredo da Silva).
No Brasil há 5 Complexos de produção de Ácido Fosfórico (3 da Vale Fertilizantes e 2 da Anglo American).

Em Moçambique, projetou-se um Complexo (que seria alimentado com a Rocha de Evate, perto de Monapo e Nampula) em Nacala a Velha (porém a Vale Fertilizantes, sua concessionária, adiou esse projeto).

Os 5 Complexos de Ácido Fosfórico Brasileiros dispõem de 8 unidades de Produção, já que o de Uberaba - Minas Gerais dispõe de 4 Unidades. Os demais são Cajati e Cubatão - São Paulo (da Vale Fertilizantes) e Cubatão - São Paulo e Catalão - Goiás, ambos da Anglo American.

A produção total de Ácido Fosfórico do Brasil é da ordem de 1,2 milhão de toneladas de P2O5 ao ano.Ainda assim o Brasil importa ácido para complementar suas necessidades.

Além dos fertilizantes, cerca de 20% da produção de Ácido Fosfórico é dirigida, no Brasil, para a Produção de Fosfato Bicálcio (DCP, do Inglês, Di Calcium Phosphate), que se presta à suplementação da nutrição animal, como fonte de Fósfóro e Cálcio.


Autor: Roberto Cerqueira

1 comentários:

Cintia Abruzzini disse...

Gostaria de fazer uma pergunta ao eng. Roberto Cerqueira. Quando o Sr. afirma que o Brasil produz 1,2 milhão de toneladas de ácido fosfórico por ano, sinto a curiosidade de saber, quantas toneladas de ácido fluorídrico ou fluoretos são jogados na atmosfera para produzir tanto ácido fosfórico. Grata.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...