Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre um novo revestimento superhemofóbico (repelente de sangue) e o seu interesse para aplicações médicas



Investigadores da Colorado State University criaram um revestimento para materiais de titânio com propriedades superhemofóbicas, isto é, que exibe repelência ao sangue. Este revestimento, baseado em nanotubos de carbono fluorados tem potencial para aplicações em dispositivos médicos biocompatíveis tais como implantes médicos como stents, cateteres e tubos onde tradicionalmente se verifica risco para a coagulação do sangue e infecção. Esta nova solução poderá permitir minimizar o risco de rejeição pelo corpo quando sujeito a implantes cirúrgicos.

Um material "fóbico" (repelente) para o sangue pode parecer contra-intuitivo, já que muitas vezes cientistas biomédicos usam materiais "fílicos" (com afinidade) ao sangue para torná-los biologicamente compatíveis. De acordo com Arun Kota. a ideia  pretendida é exatamente a oposta, consistindo produzir um material que o sangue "odeie" entrar em contato, a fim de torná-lo compatível/conciliável com o sangue." O aspeto chave desta inovaçaõ é que a superfície é tão repelente que o sangue é enganado em acreditar que não há praticamente nenhum material estranho.

A interação indesejável do sangue com materiais estranhos é um problema contínuo na investigação médica, Ao longo do tempo, os stents podem formar coágulos, obstruções e levar a ataques cardíacos ou embolismos. 

Nanotubos de carbono fluorados com proprieades superhemofóbicas.


O trabalho em questão, recentemente publicado em Advanced Healthcare Materials, é uma colaboração entre os laboratórios de Arun Kota, professor assistente de engenharia mecânica e engenharia biomédica; e Ketul Popat, professor associado nos mesmos departamentos.

Fonte: Colorado State University

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...