Patrocinador oficial:

__________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre a problemática das emissões oriundas de exploração de gás natural, e o ponto de situação nos EUA para as mitigar




"Existe uma tendência para confundir as libertações de metano com as emissões da queima de gás natural através das flares. Ambos representam perda econômica, mas o primeiro é mais nocivo para o meio ambiente porque o metano é cerca de 25 vezes mais nocivo que o dióxido de carbono em termos impacto no aquecimento global. Muitos estados norte-americanos têm regulamentos que cobrem as várias fontes de metano fugitivo, incluindo a mineração de carvão e agricultura. O Colorado tem uma legislação abrangente direcionada para a produção de petróleo e gás. O estado da Dakota do Norte tem regulamentos que exigem que a queima em flares seja reduzida. 

A grande quantidade de queima oriunda das flares é de gás associado à produção de petróleo, enquanto a maioria dos lançamentos de metano está na infraestrutura de produção e distribuição de gás natural. Nos EUA, este desafio ambiental é economicamente mais difícil para a indústria do gás natural do que para a do petróleo porque o preço do mercado do gás é menor (o gás tem preços regionais, ao contrário do petróleo). Tal facto o torna o investimento na mitigação do problema mais desafiante. 
(...)


O Fundo de Defesa Ambiental (EDF) está a liderar um esforço para quantificar a natureza do problema e os meios para resolvê-lo. A unidade ARPA E, do Departamento de Energia, lançou o programa MONITOR para criar melhores meios para detectar o metano fugitivo. 

(...) Os dados são um pouco antigos agora, mas as ideias são ilustrativas. Mais de 82% das perdas ocorrem em menos de 20% das instalações. As medidas de mitigação são favorecidas por essa concentração. Eles também concluem que 45% das emissões podem ser capturadas com as tecnologias atuais em termos econômicos. Isso poderia ser realizado com uma despesa líquida adicional de US $ 0,01 por mil pés cúbicos (mcf) de gás produzido. Mesmo nos preços atualmente baixos do gás natural nas proximidades de USD 3 por mcf, isso revela-se certamente económico."


Fonte: Sustainable Shale Oil and Gas Production: Analytical, Biochemical, and Geochemical Methods (Livro)



0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...